Seriestvmp3's Blog

setembro 17, 2009

Star Trek Enterprise – Seriado Online

Filed under: (Séries),Star Trek Enterprise (S) (OL) — seriestvmp3 @ 9:54 pm
Tags:


1. História

A série relata a exploração e aventuras da primeira nave interestelar humana que consegue atingir Warp 5. Esta nave é, hábilmente, chamada Enterprise NX-01. Muitos “Trekkies” , no início, estavam preocupados com este nome e outros pormenores da série, reclamando que estes violavam a coerência do modelo original. Brannon Braga entra nesta história com um desafio aos fans que apresentavam estas declarações para que as provássem, à excepção de algumas “picuínhices”, como usar “phase pistols” quando os phasers ainda não deviam existir, ou aparecerem naves romulanas com dispositivos de camuflagem quando no episódio “Balance of Terror” (um episódio da série original) é suposto que a tecnologia de camuflagem seja uma nova invenção. É interessante, que os fans que fazem estas reclamações ignorem as inconsistências, muito mais numerosas, da Série Original.
(O fato é que a nave chamada Enterprise não viola, necessariamente, a coerência com a Série Original, dado a Enterprise NX-01 ser uma nave da Terra e, portanto, a Enterprise NCC-1701 é ainda a primeira nave estelar, da Federação, com esse nome. Contudo, isto significa que a Enterprise terá que ser, ou reformada, ou destruída em algum momento antes da fundação da Federação.)
Mas com toda a certeza ela não pode ser desprezada, pois é mais do que um ótimo exemplo de humanos indo audaciosamente onde nenhum homem jamais esteve.

2. Produção

Enterprise foi lançada nos EUA em 26 de Setembro de 2001, e foi cancelada pela UPN em 2 de Fevereiro de 2005 após quatro temporadas e 98 episódios, fazendo de Enterprise a primeira série de Star Trek desde a Série Original a ser cancelada pela sua rede de TV ao invés dos seus produtores.
A série Enterprise adquiriu uma certa notoriedade entre os fans mais puristas do tema Star Trek por, alegadamente, estar cheia de pequenas inconsistências, e muitos acham que a Enterprise NX-01 é demasiado parecida com as naves Classe-Akira do Século XXIV. Para além disso a série não preserva a continuidade dentro de si própria. Por exemplo, um episódio da primeira época faz grande espalhafato acerca dos Vulcanos não se alimentarem segurando a comida com as suas mãos, quando T’Pol come um pão com garfo e faca. Porém, num episódio de uma época posterior, mostra-a a comer pipoca da maneira tradicional, manualmente, sem qualquer explicação evidente (embora seguidos danos neurológicos que a tornaram mais emotiva explicassem adequadamente a mudança). Por outro lado, Enterprise esforçou-se para descrever a gênese de algumas coisas, dadas como estabelecidas por outras séries anteriores, cujo desenrolar ocorre no futuro. Dois exemplos notáveis são, a invenção de Reed do campo de força, e o episódio no qual Archer elabora as questões que serão, eventualmente, respondidas pela Primeira Directiva.
Alguns vêem Enterprise como uma tentativa de alterar a abordagem politicamente correcta das séries recentes de Star Trek em direcção a uma aventura de acção mais tradicional. A escolha de um americano branco como capitão, sua preferência por acções unilaterais, a introdução dos Suliban como os vilões claramente identificáveis e simplistas, e mesmo a omissão das palavras “Star Trek” no título são vistas como elementos distanciadores da séries em relação ás que vieram antes. Na verdade, a omissão de “Star Trek” se deu devido à crença dos produtores de ser algo supérfluo, já que apenas “Enterprise” seria reconhecível como um nome referente à Star Trek.
Gene Roddenberry, o criador original de Star Trek, teria descrito a Federação como o futuro que ele gostaria de ver. Ao situar Enterprise antes da criação da Federação, os roteiristas se julgaram aptos a não seguir alguns aspectos da visão original de Roddenberry.
Um jornalista comparou as mudanças na nova versão do Star Trek com o advento da Guerra ao Terrorismo. Por exemplo, muitos acreditam que o Captão Archer e George W. Bush possuem uma aparência similar, e os nomes de seus respectivos inimigos, o Suliban e o Taliban, são similares. Apesar de o trabalho de produção de Enterprise tem ocorrido antes dos ataques de 11 de Setembro, o nome “Suliban” era, de fato, baseado no nome Taliban.[1]
Star Trek: Enterprise é comumente abreviado pelos fãs como “ENT”, ou “ST:ENT”.
A música tema da série, uma canção pop quase-patriótica escrita por Diane Warren e cantada por Russell Watson, tem sido uma mudança drástica com relação a outra séries: todas as músicas tema anteriores das séries Star Trek tinham sido estritamente instrumentais. Também foi o primeiro tema que não havia sido composto especialmente para a série, tendo aparecido previamente, cantado por Rod Stewart, no filme Patch Adams (1998). Por outro lado, a letra da música refletiu o espírito de exploração e busca de liberdade que permeou toda a série.

3. Mudanças na terceira e quarta temporada

As avaliações piores do que desejadas parecem ter feito os produtores repensarem a estratégia, como a terceira temporada viu a restauração das palavras “Star Trek” no título, e a introdução de um inimigo mais complexo, os Xindi. A terceira temporada inteira segue um arco longo da história, que começa no final da segunda temporada, “The Expanse”, e termina no final da terceira temporada, “Zero Hour”.
Apesar do começo demorado, a terceira temporada (20032004), que inclui a história de Xindi, foi avaliada positivamente pelos fãs e críticos, particularmente no final da temporada quando as escolha dos novos escritores, diretores e mesmo o músico começou a melhorar a série. Os episódios “Twilight“, “Similitude“, “Proving Ground“, “Azati Prime“, e “Damage” em particular foran elogiados por muitos fãs, e todos os aspectos do vigésimo segundo episódio da temporada, “The Council“, receberam grandes elogios da crítica. O último episódio da terceira temporada “Zero Hour“, foi ao ar em 26 de Maio de 2004.
Apesar do apoio da crítica à terceira temporada de Enterprise, a série havia perdido nas pesquisas comparado às séries anteriores e havia muita especulação de que a série seria cancelada após o final da terceira temporada se a audiência não melhorasse antes do fim da temporada, em Maio. Em resposta, alguns fãs lançaram o site Save Enterprise numa tentativa de convencer o presidente da CBS Les Moonves a não tirar a série do ar. Os fãs acreditavam que reduzindo o número de episódios das temporadas de 26 para 24, a série iria acabar após a quarta temporada pois 100 episódios haviam sido transmitidos. Isto significaria que a série não teria uma sétima temporada no ar como era tradicional nas outras séries de Star Trek. A baixa audiência desta série, junto com a má performance de Star Trek: Nemesis, deu um futuro incerto à série.
Em 20 de Maio de 2004 foi anunciado que Enterprise havia sido renovado para uma quarta temporada, porém o horário de transmissão iria de quarta-feira para sexta-feira. Com o corte dos custos de produção por episódio, a série foi mantida no ar.
Um novo produtor executivo, Manny Coto, foi contratado para a quarta temporada. Coto decidiu mander to conceito de “arco”, mas reduziu de um arco por temporada para seis “mini-arcos”, cada um com até três episódios. Um deles resolveu a “Guerra Fria Temporal”.

4. Elenco

4. 1. Personagens principais

.
.

4. 2. Personagens recorrentes

Almirante Maxwell Forrest, representado por Vaughn Armstrong
Embaixador Soval, representado por Gary Graham
Silik, representado por John Fleck
Tripulante Elizabeth Cutler, representado por Kellie Waymire
Degra, representado por Randy Oglesby
Major Hayes, representado por Steven Culp
Shran, membro da Guarda Imperial Andoriana , representado por Jeffrey Combs
Tripulante Daniels, representado por Matt Winston.
ASSISTA ONLINE
1ª TEMPORADA
1x01x02 Broken Bow
1×03 Fight or Flight
1×04 Strange New World
1×05 Unexpected
1×06 Terra Nova
1×07 The Andorian Incident
1×08 Breaking The Ice
1×09 Civilization
1×10 Fortunate Son
1×11 Cold Front
1×12 Silent Enemy
1×13 Dear Doctor
1×14 Shadows of P’Jem
1×15 Sleeping Dogs
1×16 Shuttlepod One
1×17 Fusion
1×18 Rogue Planet
1×19 Acquisition
1×20 Oasis
1×21 Detained
1×22 Vox Sola
1×23 Fallen Hero
1×24 Desert Crossing
1×25 Two Days and Two Nights
. 1×26 . Shockwave, Part I

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: